Barras de proteínas engordam? Quais as diferenças e como escolher a melhor?


Elas são ótimas opções de lanche, principalmente quando se está com aquela vontade de comer doce. Mas não é novidade dizer que o que engorda é todo um contexto da dieta. Sem dúvida, a barrinha de proteína vai agregar mais valor nutricional, se comparado a uma barrinha comum.

Qual a diferença entre elas? Na Mega Vitaminas, classificamos as barrinhas em cinco categorias diferentes, veja quais são os tipos:

Barrinhas de lanche
São formuladas para suprir as necessidades de um lanche. Possuem aproximadamente 10g de proteínas por barra.

Substitutas de refeição
São formuladas para suprir uma refeição principal. Possuem valores nutricionais semelhantes a uma refeição completa, como proteínas, carboidratos, fibras, gorduras boas, vitaminas e minerais. Costumam ser maiores e com valores de proteínas acima de 30g por barra.

Barrinhas low carb
São barrinhas com boa concentração de proteínas e baixo teor de carboidratos ou de baixo índice glicêmico.

Barrinhas energéticas
São formuladas para atletas de endurance. Possuem a proporção 4:1 (carboidratos/proteínas), ideal para treinamentos longos ou recuperação pós-treino.

Barrinhas de fibras
Diferente das barrinhas de cereais, são compostas por fibras e não possuem açúcar.

Isotônicos são bons? Qual é a melhor bebida energética para corredores de rua e maratonistas?


Uma prática muito comum entre as pessoas que estão se exercitando é o uso de isotônicos. Mas será que esta é a melhor opção de bebida?

Sem dúvida, os isotônicos são ótimas fontes de hidratação para atividades moderadas. Treinos longos, competições e atividades mais intensas, o ideal é uma bebida mais completa, como os suplementos 4:1, por exemplo. Saiba as diferenças:

Os isotônicos são basicamente compostos por açúcar e sais minerais, como sódio e potássio. É indicado para atividades mais leves, como corridas curtas de 5 km ou passeios de bike.

Os suplementos 4:1 são fórmulas cientificamente comprovadas compostas por carboidratos de liberação gradual, proteínas e eletrólitos, visando a hidratação e recuperação imediata. Indicado para atividades mais intensas, como corridas acima dos 5 km e treinos de endurance.

Seu diferencial está na qualidade dos ingredientes. Os carboidratos não promovem picos de insulina e as proteínas são aminoácidos necessários para evitar a fadiga e recuperar a musculatura rapidamente, em especial, os BCAA's e a Glutamina.

Corredores de rua e maratonistas precisam dos mesmos nutrientes, porém as quantidades são diferentes. Suplementos para atletas de endurance devem ser indicados respeitando a individualidade biológica e intensidade dos exercícios. A Mega Vitaminas é uma loja especializada nesta modalidade e oferece avaliação gratuita com acompanhamento especializado.

Agende um atendimento conosco e tenha uma suplementação personalizada para melhorar sua performance e rendimento nos treinamentos. Ligue (81) 3033-2233 e marque uma consulta gratuita!

Ômega 3 hidrata, fortalece e dá brilho aos cabelos



Em entrevista à revista Caras, a dermatologista Gabriella Vasconcellos revelou mais um dos super poderes do Ômega 3, que hidrata e auxilia na força e brilho dos cabelos. Você sabe a diferença entre os diferentes tipos de Ômega 3? 

Na suplementação, podemos dividi-los em EPA, DHA e ALA. Conheça as principais diferenças:

Os suplementos com maior quantidade de DHA são mais eficientes na concentração, memória e saúde da visão. Indicados para gestantes, estudantes, atletas, pessoas com déficit de atenção. Também auxiliam na prevenção e tratamento das doenças neurológicas, neurodegenerativas e depressão. 

Os suplementos com maior quantidade de EPA atuam como anti-inflamatórios e promovem a saúde cardiovascular. São mais eficientes na redução e controle do colesterol, triglicerídeos e melhoram a circulação sanguínea. 

Os suplementos com maior concentração de ALA são os mais comuns. Custam mais barato por serem extraídos de peixes de águas rasas. São vendidos para promover a saúde geral e a estética. Ou seja, para fortalecimento dos cabelos, os suplementos de Ômega 3 mais econômicos são os mais indicados ou, como sugere a reportagem, uma alimentação rica em salmão e sardinha.

Multivitamínicos: Você precisa deles? Como escolher? Qual a diferença dos multivitamínicos de farmácia e os de loja especializada?


Como saber se você precisa de um multivitamínico?

O seu corpo fala quando está nutrido de A a Zinco. Veja como agem e se você tem necessidade de algumas delas:

Disposição para as atividades do dia-a dia 
Para realizar suas atividades do dia-a-dia você precisa alimentar-se adequadamente e as vitaminas e minerais são fundamentais.

Bom humor
Para manter o alto astral e bom humor quem poderá te ajudar são as vitaminas do complexo B, principalmente a vitamina B6 e o mineral selênio.

Bom sono
O zinco, o potássio e a vitamina C auxiliam no relaxamento, portanto te ajudarão no adequado e bom sono.

Bom funcionamento do intestino
Um intestino funcionando corretamente proporciona uma absorção das vitaminas e minerais adequada.

Boas defesas do organismo
As vitaminas A, C, E e os minerais zinco e selênio ajudam a fortalecer a imunidade.

Cabelos, peles e unhas saudáveis 
As vitaminas A, C, E, complexo B e os minerais zinco e selênio ajudam a manter a saúde da pele, unha e cabelos.

Apetite normal
Se você tem uma alimentação saudável e a ingestão de vitaminas e minerais está adequada, seu apetite se mantém normal.

Ossos e dentes fortes
O consumo adequado de fósforo, cálcio e vitamina D proporciona ossos e dentes saudáveis.

Como escolher multivitamínicos?

O primeiro passo é observar a tabela nutricional. Na coluna %VD (Valores Diários) não pode ultrapassar os 100%. Os multivitamínicos nacionais já estão adequados a legislação brasileira.

Existem multivitamínicos diferenciados para idade e sexo do usuário, bem como os direcionados para gestantes e idosos, etc. No caso de gestantes, por exemplo, as vitaminas devem ser enriquecidas com ácido fólico e ferro, para prevenir defeitos congênitos. As mulheres, em geral, devem considerar o consumo de vitamina D e cálcio, para evitar a osteoporose. Idosos em geral precisam de mais vitamina D, para reforço ósseo.

Qual a diferença entre os multivitamínicos de farmácia e os de lojas de suplementos?

Os multivitamínicos farmacológicos utilizam vitaminas sintéticas. Observe na lista de ingredientes que a vitamina C aparece como Ácido Ascórbico, a vitamina E como Acetato de Tocoferol, etc.

Os multivitamínicos naturais utilizam fontes alimentares. A vitamina C aparece como Acerola, Rose Hips, etc.

Colágeno Hidrolisado na gravidez previne estrias e melhora a elasticidade da pele


Bella Falconi entrega os cuidados na gravidez e revela que toma colágeno hidrolisado para dar maior elasticidade a sua pele.

Entrando no oitavo mês de gestação de sua primeira filha, a musa fitness posa para ensaio bucólico e conta que engordou nove quilos até agora. Veja a matéria no portal EGO.

Não é novidade que as artistas utilizem o colágeno hidrolisado em pó. A apresentadora Mariana Ferrão do programa Bem Estar também tomou suco com colágeno para evitar a gravidez. Veja a matéria na revista Caras.

Os benefícios do Colágeno na gravidez vão muito além da prevenção de estrias e elasticidade da pele. Ele aumenta a hidratação da pele e melhora o aspecto da celulite, auxilia na proteção dos tendões, articulações e ossos, deixa as unhas e cabelos mais fortes e contribui para a saúde feminina.

Mas atenção: o colágeno precisa ser hidrolisado, em pó e ter associações de vitaminas e minerais, para garantir a sua absorção pelo corpo. Colágeno em cápsulas ou comprado a granel em feiras livres não terão a mesma eficácia.

Aprenda a escolher a melhor Whey Protein em apenas 3 passos


Já ensinamos aqui vários tópicos de como escolher a melhor Whey e agora simplificamos mais ainda! Basta seguir estes três passos e tenha a garantia da melhor escolha:

100% de pureza

A primeira coisa a fazer é observar na lista de ingredientes a pureza da proteína, deve conter apenas um tipo de Whey Protein: concentrado, isolado ou hidrolisado. Você poderá escolher o tipo pelas características ou orçamento financeiro.

100% concentrado para quem busca uma proteína econômica
Custo médio R$ 100,00 o pote de 900g (30 dias).

100% isolado para quem busca a melhor opção ou tem intolerância à lactose.
Custo médio R$ 200,00 o pote de 900g (30 dias).

100% hidrolisado para quem tem sensibilidade ou alergia ao soro do leite
Custo médio R$ 300,00 o pote de 900g (30 dias).

90% de proteína

Divida a quantidade de proteína descrita no rótulo pelo tamanho da porção e multiplique por 100, as melhores proteínas possuem teor de proteína acima de 90%.

Exemplo, a tabela nutricional informa 28g de proteína em porção de 30g, esse produto vai ter 93,33% de proteína por dose. Simplificando:

28 ÷ 30 = 93,33

Observação: Para o concentrado, o teor de proteína deve ser acima de 80%.

Maior quantidade de BCAA e Glutamina

As proteínas de boa qualidade possuem maior quantidade de BCAA's e Glutamina. Geralmente destacam no rótulo seus valores. Uma dose de 30g deve ter mais de 4g destes aminoácidos.
Resumindo, você deve comprar uma proteína 100% pura, com teor de proteína acima de 90% (80% para o concentrado) e ter mais de 4g de BCAA e Glutamina em uma porção de 30g.

Seguindo esses passos, automaticamente a proteína terá valor calórico reduzido e a quantidade de carboidratos, gorduras e lactose abaixo de 1%.

Visualizações