Excesso de proteína pode matar? Veja o que dizem os especialistas sobre o caso da fisiculturista australiana

Excesso de proteina dieta da proteina hight protein fisiculturista australiana morre pod deficiencia de metabolizar proteina

Hoje foi noticiado pela CNN da Austrália que a jovem Meegan Hefford, que se preparava para uma competição de fisiculturismo, faleceu em virtude do excesso de proteínas em sua dieta.


Como o próprio título da matéria diz, a jovem tinha uma desordem rara, uma doença genética que impediu seu corpo de metabolizar adequadamente sua dieta rica em proteínas.

A mãe da jovem disse que ela seguia uma dieta desequilibrada e que encontrou um plano de alimentação restrita e rica em proteínas, como carne magra e clara de ovo, além de suplementos de proteína. Reconheceu a deficiência da filha e declarou que não tinha como saber do problema, pois ela não fez nenhum tipo de exame.

Na matéria está evidente que houve negligência da atleta, mas a mídia sensacionalista utiliza deste caso raro para alertar sobre o consumo dos suplementos, que não tem nada haver. Somente pela ingestão das carnes magras e claras de ovos ela já apresentaria esses problemas.

Veja o que dizem os especialistas sobre a repercussão desta notícia nas redes sociais:

O Dr Felipe Donato mostrou indignação pela notícia e revelou como a jovem poderia ter evitado a morte se tivesse acompanhamento adequado (clique aqui).

O Dr Igor Brandão também tratou a notícia como sensacionalista e fez uma postagem dedicada ao assunto (clique aqui).

A Dra Gilcelia Barbieri lamentou que a culpa seja sempre da dieta hiperproteica e chamou atenção para doenças genéticas, uso de anabolizantes, doenças associadas, uso de alguns medicamentos (clique aqui).

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visualizações